Reader Comments

Repressão Ou Frigidez Feminina?

by Mariano Edmar (2018-11-16)


Repressão Ou Frigidez Feminina?

Com intenção de a senhora seja diagnosticada com esse transtorno, é necessário que esse entrave esteja causando sofrimentos e dificuldades em relacionamentos interpessoais. Se os sintomas de frigidez em uma mulher apareceram há bastante tempo e forem "raízes" nos problemas da infância e juventude, a primeira relação sexual, será extremamente difícil resolvê-los por conta própria. Na senda, os fatores emocionais dizem respeito a traumas vividos ao longo da vida: abuso sexual, violência ou estupro.


C. A disfunção orgástica não é melhor explicada por outro transtorno do Eixo I (senão outra Disfunção Sexual), nem se deve com exclusividade aos efeitos fisiológicos diretos de uma substância (por ex- comentários., droga de abuso, medicação) ou de uma requisito médica geral.


Como a definição clínica, a frigidez, ou desejo sexual hipoativo, se caracteriza pela exiguidade ou subtracção de interesse ou desejo sexual, pensamentos ou fantasias sexuais ausentes e falta de resposta ao desejo. As causas da insuficiência sexual podem ir a partir de stress à ansiedade ou a condições de saúde subjacentes como a diabetes ou a obesidade.


Os "transtornos somatoformes" são sintomas físicos sugestivos de alterações fisiopatológicas, embora sem causas orgânicas demonstráveis ou mecanismos funcionais conhecidos, e neles observam-se disfunções psíquicas e mentais que extrapolam campina da intenção ou simulação.


Disfunção sexual induzida por substância: disfunção sexual clinicamente significativa que possui como resultado um acentuado sofrimento ou complexidade interpessoal, completamente explicada pelos efeitos fisiológicos diretos de uma substância (droga de agravo, medicamento ou exposição à toxina).


Interferência na versão de exames laboratoriais: nas mulheres, os níveis de estradiol, que podem se encontrar no começo baixos, podem suportar aumento significativo posteriormente à governo do Parlib. Excitante sexual, melhora desempenho esportivo, aumenta os níveis de testosterona.


Já entre as mulheres, os sinais mais comuns são frigidez, dispareunia (dor durante a relação), falta de prazer, vaginismo (contrações da boceta que dificultam a penetração) e fobia sexual (pânico de ter relações). Talvez a maior culpa de discrepância conjugal seja a desinformação sobre a desigualdade masculino-feminina em relação à libertinagem.